Gestão Corporativa

Estão agrupadas nesta área as principais informações sobre a gestão corporativa do ONS, como os membros associados e participantes que o constituem, sua estrutura de governança e sua estrutura organizacional.

Governança do ONS

O Operador Nacional do Sistema Elétrico possui uma estrutura de governança com múltiplos níveis, na qual seus membros associados estão representados em três categorias: produção, transporte e consumo.





Assembleia Geral
A Assembleia Geral é o órgão deliberativo superior do ONS. Nela, estão representadas as três categorias de associados e participam um representante do Ministério de Minas e Energia (MME), dois dos Conselhos de Consumidores e um dos geradores não despachados e distribuidores de pequeno porte.
Cabe à Assembleia Geral aprovar modificações do Estatuto, eleger ou destituir membros do Conselho de Administração e Fiscal ou da Diretoria, deliberar sobre o Relatório da Administração e as Demonstrações Financeiras de cada exercício, dentre outras atribuições.

Conheça os membros associados e membros participantes.

Conselho de Administração
O Conselho de Administração é constituído por quatorze conselheiros titulares e seus suplentes, indicados pelas categorias Produção (5), Transmissão (4) e Distribuição (5). Inclui ainda um representante do MME e seu suplente.
Dentre outras atividades, cabe ao Conselho de Administração aprovar o orçamento anual apresentado pela diretoria; aprova e acompanhar o plano de investimento; acompanhar e analisar a gestão da diretoria; deliberar sobre diretrizes, planos e procedimentos de gestão administrativa, propor à Assembleia Geral alterações no Estatuto.

Conheça os membros representantes:

  • Representantes e suplentes da categoria Produção
    Valter Luiz Cardeal de Souza/Luiz Henrique de Freitas Schnor
    Cesar Ribeiro Zani/Ricardo Daruiz Borsari
    Mauro Borges Lemos/Alexandre Magno Firmo Alves
    Maurício Stolle Bähr/Armando de Azevedo Henriques
    Xisto Vieira Filho/José Alcides Santoro Martins

  • Representantes e suplentes da categoria Transporte
    Mozart Bandeira Arnaud/Jorge Raul Bauer
    Ronaldo dos Santos Custódio/Ramon Sade Haddad
    Reynaldo Passanezi Filho/Augusto Francisco da Silva
    Lauro Sérgio Vasconcelos David/Jose Aloise Ragone Filho

  • Representantes e suplentes da categoria Consumo
    Luiz Fernando Leone Vianna/Gustavo Cavalcante de Carvalho Rocha
    Wilson Pinto Ferreira Junior/Donato da Silva Filho
    Britaldo Pedrosa Soares/Paulo Roberto Ribeiro Pinto
    Solange Maria Pinto Ribeiro/Lucas Leandro Müller
    Ricardo Batista Mendes/Claudia Silvia Zanchi Piunti

  • Representante e suplente do Ministério de Minas e Energia
    Willamy Moreira Frota/Ildo Wilson Grüdtner

Conselho Fiscal
O Conselho Fiscal é constituído por três conselheiros representantes das categorias Produção, Transporte e Consumo, eleitos pela Assembleia Geral, e seus suplentes.
Ao Conselho Fiscal compete, dentre outras atividades, a fiscalização dos atos da Administração, verificando o cumprimento de seus deveres legais e estatutários, o conhecimento e análise da documentação contábil, orçamentária e financeira do ONS, indicando as providências cabíveis em cada situação.

Conheça os membros representantes:

  • Representantes e suplentes do Conselho Fiscal
    Mauro Guilherme Jardim Arce/Pedro José Diniz de Figueiredo
    Wady Charone Junior/Cristino Correa de Barros
    Paulo de Tarso Gaspar Pinheiro Machado/Marcus Sérgio Fontana

Diretoria
A Diretoria do ONS é integrada por um Diretor Geral e quatro Diretores, de reconhecida competência em sua área de atuação, eleitos pela Assembleia Geral, sendo três membros indicados pelo MME e dois pelos agentes.
Cabe à Diretoria praticar todos os atos necessários ao funcionamento do ONS; elaborar, propor e desempenhar todas as atribuições de caráter técnico estabelecidas nos Procedimentos de Rede; preparar orçamento anual o da Administração e as Demonstrações Financeiras, dentre outras atribuições.

Conheça os Diretores:

    Hermes ChippHermes Chipp
    Diretor Geral.
    É carioca. Graduou-se em engenharia elétrica na Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1971. Entrou na Eletrobrás naquele ano e atuou principalmente na área de planejamento da operação elétrica, tendo exercido diversas funções de gerência e coordenação no GCOI. Foi assistente da Diretoria de Operação de Sistemas da Eletrobrás e Secretário Executivo do GCOI. Foi Diretor de Planejamento e Programação da Operação do ONS de 1998 a novembro de 2005.

    István GárdosIstván Gárdos
    Diretoria de Assuntos Corporativos.
    Assessor da Diretoria de Planejamento e Programação da Operação do ONS desde 2006. Recentemente, assumiu a função de Assistente desta Diretoria. De 1998 a 2006, foi Gerente Executivo de Programação e Desligamentos no Operador Nacional. Nascido na Hungria, graduou-se como engenheiro eletricista na atual Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ. Trabalhou na Eletrobrás de 1974 a 1998, quando ingressou no ONS.

    Ronaldo SchuckRonaldo Schuck
    Diretoria de Operação.
    Superintendente da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, desde 2008. É gaúcho. Engenheiro eletricista, trabalhou na Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) do Rio Grande do Sul até 2002, tendo iniciado como técnico de centro de operação até ocupar o cargo de diretor. De janeiro de 2003 a outubro de 2008, exerceu a função de Secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia (MME). Foi conselheiro de administração titular da Eletrobrás, do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e da Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE).

    Álvaro Fleury Veloso da SilveiraÁlvaro Fleury Veloso da Silveira
    Diretoria de Administração dos Serviços de Transmissão.
    Gerente Executivo do Centro Nacional do Sistema e Centro Regional de Operação Norte/Centro-Oeste (CNOS/COSR-NCO) de 2000 até os dias atuais, com exceção do período de novembro de 2007 a junho de 2010, em que foi Assistente da Diretoria de Assuntos Corporativos. Nascido em Goiânia, graduou-se em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Goiás em 1979. Trabalhou na Eletronorte de 1979 até 2000. Está no ONS desde o seu início.

    Francisco José Arteiro de OliveiraFrancisco José Arteiro de Oliveira
    Diretoria de Planejamento e Programação da Operação.
    Gerente Executivo de Programação da Operação de 2006 até os dias atuais. Desde a sua entrada no ONS até 2006 foi gerente da área de Programação Energética. Nascido no Rio de Janeiro, graduou-se em Engenharia Elétrica pelo Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET-RJ) em 1983. Trabalhou na Eletrobras de 1985 até 2000. Está no ONS desde o seu início.

Estrutura Organizacional




Entenda os Diretorias:
  • Diretoria Geral (DGL)
    Estimula a sinergia entre todas as áreas que constituem o ONS e conduz o processo de planejamento empresarial, estabelecendo diretrizes para a utilização otimizada dos recursos econômicos, humanos e de gestão. Tem, ainda, o objetivo de atingir as metas de qualidade e excelência de forma evolutiva, além de conduzir as atividades de relacionamento estratégico e de comunicação, envolvendo tanto o público interno como os agentes setoriais — e, de forma mais ampliada, as entidades representativas de toda a sociedade.

  • Diretoria de Administração dos Serviços de Transmissão (DAT)
    Tem como atribuição definir as ampliações e reforços da Rede Básica de Transmissão, buscando a melhoria da confiabilidade e adequação da transmissão para atender às necessidades de expansão da demanda e da oferta, o que inclui a gestão de novas solicitações de acesso e conexão e o estabelecimento de padrões de desempenho. Esta área também engloba desenvolvimento e administração da transmissão, incluindo a gestão dos contratos, contabilização e liquidação dos encargos de transmissão e os serviços ancilares.

  • Diretoria de Planejamento e Programação da Operação (DPP)
    Tem sob sua responsabilidade as atividades de planejamento e programação da operação eletroenergética, através da determinação dos despachos operacionais de forma centralizada, buscando a eficiência operacional do SIN, otimizando e garantindo a confiabilidade e a qualidade do serviço e reduzindo os custos para o consumidor final. Paralelamente, em âmbito interno, coordena o desenvolvimento das providências para viabilizar o funcionamento do Mercado Atacadista de Energia.

  • Diretoria de Operação (DOP)
    Garante a confiabilidade e eficiência da operação em tempo real do SIN, operando o sistema de forma otimizada e padronizada, melhorando continuamente os processos operacionais, investindo em evolução tecnológica e desenvolvimento profissional e pessoal das equipes de operação. Tem também como meta assegurar a transparência das ações operacionais e o tratamento equânime dos agentes, com a manutenção da segurança, continuidade e qualidade no suprimento de energia elétrica.

  • Diretoria de Assuntos Corporativos (DAC)
    É responsável pelo suporte, a todas as atividades do ONS. Cabe a esta Diretoria administrar os recursos humanos, financeiros, patrimoniais, de tecnologia da informação e de telecomunicações, de acordo com os novos requisitos de interatividade e interconectividade de uma gestão moderna e eficaz, formando uma cultura própria da organização a partir das melhores práticas e das experiências dos técnicos que compõem o quadro do ONS.

Membros associados e participantes
O ONS é constituído por membros associados e participantes. São membros associados do ONS os agentes de geração com usinas despachadas de forma centralizada, os agentes de transmissão, os agentes importadores e exportadores com ativos de transmissão conectados à rede básica, os agentes de distribuição integrantes do Sistema Interligado Nacional (SIN) e os consumidores que tenham exercido a opção prevista nos artigos 15 e 16 da Lei nº 9.074, de 7 de julho de 1995, e que estejam conectados à rede básica.
São membros participantes o Poder Concedente por meio do Ministério de Minas e Energia, os Conselhos de Consumidores, geradores não despachados centralizadamente e pequenos distribuidores (abaixo de 500 GWh/ano).

Voltar